O que é STEAM?

O que é o Steam

O movimento STEM tem se popularizado nos últimos anos e está surgindo como um modo criativo de ação para realmente atender as necessidades da economia do século XXI (Habilidades do futuro). Porém somente a metodologia STEM não agrega alguns componentes primordiais que muitos empregadores, educadores e pais julgam como críticos para que nossos filhos prosperem no futuro presente e que se aproxima rapidamente.

O STEAM é uma abordagem educacional para o aprendizado que utiliza a Ciência,Tecnologia, Engenharia, Artes e a Matemática como pontos de acesso para guiar a investigação, o diálogo e o pensamento crítico dos alunos. Os resultados finais são estudantes que assumem riscos ponderados, envolvem-se em aprendizado experimental, persistem na solução de problemas, abraçam a colaboração e trabalham através do processo criativo. Estes são os inovadores, educadores, líderes e aprendizes do século XXI!

STEM vs. STEAM

Muito tem sido falado sobre a necessidade de mais “programas” STEM em nossas escolas. A lógica é simples: a força de trabalho do futuro estará estruturada em ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Assim, tem havido um aumento do investimento em iniciativas STEM nas escolas.

Embora essas iniciativas sejam um começo maravilhoso para a exploração dessas quatro áreas de estudo, o processo crítico de criatividade e inovação está ausente. Os alunos em programas STEM podem ter mais oportunidades de aprendizagem experiencial, mas estão limitados apenas a ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Nossa economia exige muito mais do que uma compreensão dessas áreas – requer aplicação, criação e engenhosidade. O STEM sozinho não promove esses nutrientes essenciais.

O STEAM é uma forma de aproveitar os benefícios do STEM e completar o pacote, integrando esses princípios nas artes e através delas. A STEAM leva a STEM para o próximo nível: ela permite que os alunos conectem seu aprendizado nessas áreas críticas, juntamente com práticas artísticas, elementos, princípios de design e padrões para fornecer toda a paleta de aprendizado à sua disposição. O STEAM remove essas limitações e as substitui por observação, crítica, questionamento e inovação.

Por que a educação STEAM é importante?

Por muito tempo na educação, temos focado o ensino somente para garantir que nossos alunos tenham um “bom trabalho”. Mas como preparar nossos alunos para trabalhos que ainda nem existem?

Estamos em plena disruptura da educação, mas é imperativo que facilitemos ambientes de aprendizagem para que sejam dinâmicos.

Nosso mundo é uma tapeçaria bonita, complexa. Por que acreditamos que temos a capacidade ou o direito de encaixá-lo atrás de paredes de tijolos ( salas de aula em um lugar chamado escola).

Porque não pensar fora da caixa? E o que fazer com a caixa?

A integração de conceitos, tópicos, padrões e avaliações é uma maneira poderosa de interromper o curso típico dos eventos para nossos alunos e ajudar a mudar o carrossel da “escola”.

Mas o que é preciso fazer quando abrimos as portas para o mundo real e colocamos essas mesmas práticas em nossos ciclos de ensino e aprendizado? Assim, podemos finalmente remover as paredes de tijolos e as portas da sala de aula para chegar ao centro do aprendizado.

Está na hora de aumentarmos nosso repertório, ou seja, o pensar fora da caixa significa pensar de forma criativa, livre e fora de um caminho comum e repetitivo.

A metodologia STEAM

O caminho para o STEAM é excitante, mas também pode ser perigoso sem uma compreensão do que o STEAM realmente significa tanto na sua intenção quanto na sua implementação. Como seu predecessor STEM, o STEAM pode deixar de manifestar todo o seu potencial sem seus  componentes principais:

Para atingir esses objetivos, as escolas devem considerar uma variedade de fatores:

  • Planejamento colaborativo, engajando os professores em cada equipe.
  • Ajustar a agenda para acomodar uma nova maneira de ensinar a aprender e reaprender.
  • Desenvolvimento profissional para todo o pessoal nas práticas e princípios do STEAM.
  • A disruptura dos padrões e avaliações.

“O professor deve ser visto como um colaborador, um mentor que auxiliará na correta gestão do projeto proposto. Cada vez mais, deixamos de lado aquela imagem de autoridade, alguém com todas as respostas e com dogmas incontestáveis.” 

O processo STEAM 

A base da metodologia STEAM está na investigação, no pensamento crítico e na aprendizagem criativa. Toda a ideia em torno das aulas de STEAM e da abordagem STEAM é baseada em questionamentos profundos. Queremos começar a fazer perguntas não relacionadas ao Google.

Criar uma mentalidade curiosa, ser capaz de encontrar soluções para um problema e ser criativo na descoberta das soluções estão no centro dessa abordagem. 

Usar o STEAM não significa deixar as artes das línguas ou os estudos sociais irem ao esquecimento. Você pode usar uma lição STEAM com essas ideias, porque ela é fundamentalmente baseada em perguntas realmente provocativas e na busca de soluções para os problemas apresentados nessas áreas do conhecimento.

Esta abordagem à aprendizagem não é, certamente, uma tarefa fácil, mas os benefícios para os estudantes e para toda a comunidade escolar são tremendos. Alunos e professores engajados no STEAM fazem mais conexões da vida real, de modo que a escola não é um lugar onde você vai aprender, mas se torna toda a experiência de aprender com a MÃO NA MASSA. Estamos sempre aprendendo, sempre crescendo, sempre experimentando.

A escola não precisa ser um lugar, mas sim um estado de espírito que usa as artes como alavanca para o crescimento explosivo, as conexões sócio-emocionais e a base para os inovadores do amanhã … hoje!

Inicie no mundo do STEAM, segue abaixo exemplo de um projeto incluindo estratégia de resolução de problemas deixe aqui nos comentários o que você faria para seu ARTBOT funcionar melhor e porque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *